Exposição “A BATALHA DE PAPEL” na Biblioteca Central da UFSC

15/01/2019 15:55

A exposição “A BATALHA DE PAPEL”, uma referência à obra de mesmo título, do jornalista e professor, Mauro César Silveira, constitui-se de um conjunto de charges selecionadas e extraídas da referida obra, que retratam os conflitos da chamada Guerra do Paraguai (1864-1870), encenados pelas penas dos desenhistas dos periódicos da Corte de D. Pedro II. O material exposto foi doado à Biblioteca Universitária da UFSC, pelo autor da referida obra.

Dia 24 de maio completa 152 anos da “Batalha de Tuiuti”, uma das mais importantes e sangrentas da história da Guerra do Paraguai.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre a obra:

A obra “A BATALHA DE PAPEL: a charge como arma na guerra contra o Paraguai” mostra como o arsenal satírico da imprensa ilustrada da Corte de D. Pedro II foi acionado para deformar a imagem do Paraguai e fincar as raízes da carga de preconceito que ainda recai sobre o país guarani, nos dias de hoje. Trata-se de um trabalho investigativo, cujo resultado se constituiu num importante documento histórico de resgate sobre este período.

Sobre o autor:

Mauro César Silveira, natural de Porto Alegre, é jornalista e doutor em História Ibero-americana pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS). Atuou profissionalmente nos jornais Diário de Notícias, Zero Hora e Folha da Manhã, todos de Porto Alegre, e nas revistas Veja e Isto É, entre outros veículos impressos. Ex-diretor da Cooperativa dos Jornalistas de Porto Alegre (Coojornal), também é autor dos livros Um pecado original: os primórdios do jornalismo na Bacia do Rio da Prata e O jornalismo português como aliado do Brasil na Guerra do Paraguai, além de outros trabalhos publicados sobre jornalismo e história. Atualmente, é professor do Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e lidera o Grupo de Estudos de História do Jornalismo na América Latina, integrante do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil do CNPq.

Documentário:

Assista, também, o documentário Vestígios da Guerra Grande (Guerra do Paraguai), 2006, dirigido pelo Prof. Mauro César Silveira, decorrente de um projeto de pesquisa baseado no livro “A Batalha de Papel”. Neste documentário falam historiadores do Brasil e do Paraguai, bem como o próprio Prof. Mauro César Silveira.