Galeria dos Homenageados

Telma Anita Piacentini, é a idealizadora e coordenadora do Museu do Brinquedo criado em 1999. No dia 25 de outubro de 2017, na ocasião da comemoração da Semana do Livro e da Biblioteca a BU concede o título de “Amiga da Biblioteca” à professora Telma Anita Piacentini.

A Biblioteca Universitária sempre foi parceira na disponibilização de parte do acervo, e desde então a Professora Telma tem desenvolvido um lindo trabalho na promoção desse acervo pedagógico e cultural. Em 30 de março de 2017, a partir de uma união de esforços entre BU e Museu do Brinquedo, este passa a ser institucionalizado na UFSC por meio da Portaria Normativa nº 781/2017/GR, tendo a mesma vinculação que a BU (junto à Direção Geral do Gabinete) sendo um serviço da BU vinculado às Coleções Especiais da Biblioteca Central. Desde então, a professora Telma se tornou ainda mais próxima à BU e motivada em trabalhar no Museu e nas atividades dele derivadas, como exposições, visitas guiadas, orientação de estagiários e bolsistas,  entre outros. Em outubro de 2017 professora Telma Piancentini passa a ser regulamentada como voluntária junto à Biblioteca Universitária, com o objetivo de implementar e sistematizar o Museu do Brinquedo da Ilha de Santa Catarina e suas oito alas, a saber: de Exposição Permanente; de Exposição Temporária; Virtual; de Pesquisa; de Doações; de Reserva Técnica; de Repositório Institucional; e Ecológica, reforçando ainda mais a sua relação com a BU e a sua missão com a cultura da infância, disponibilização de conhecimentos e promoção de acervos, bem como na articulação entre Ensino, Pesquisa e Extensão.

Fotos do evento   | Vídeo


Marcio Markendorf, Professor Adjunto do Departamento de Artes e Libras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), leciona no Curso de Bacharelado em Cinema e no Programa de Pós-graduação em Literatura. Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2003) e Doutorado Direto em Literatura, concentração em Teoria da Literatura, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009). Está vinculado aos Grupos de Pesquisa Literatura e Memória e Arte e Mestiçagens poéticas. É membro do Núcleo Literatual – Estudos Feministas e Pós-coloniais de Narrativas da Contemporaneidade. Tem experiência na área de Letras e Cinema, com ênfase em Teoria da Literatura, Escrita Criativa e Gêneros Cinematográficos, atuando, pesquisando e publicando nas linhas de pesquisa Ficções da Realidade e Literatura e Memória.

Foi homenageado como “Amigo da Biblioteca” pela BU/UFSC no dia 12 de março de 2017 recebendo o certificado e a medalha de mérito na cerimônia do lançamento do livro “Entre estantes e entre tantos: histórias inusitadas na biblioteca” no qual é um dos organizadores, além de autor de dois textos literários. O professor Marcio Markendorf é um importante parceiro da BU/UFSC atuando em diferentes projetos como, por exemplo, o projeto “Cinema Mundo” que objetiva promover o fomento à cultura por meio da exibição e debate dos filmes selecionados em sessões abertas à comunidade universitária e à comunidade em geral.

Fotos do evento   | Vídeo


Alcides Buss, professor de Teoria Literária, escritor e poeta catarinense. Foi diretor da Editora da UFSC no período de 1991 a 2008. Anteriormente, foi professor titular de Literatura Brasileira e Teoria Literária na Univille (Joinville, SC), entre 1974 e 1979. Iniciou sua carreira literária com o livro Círculo Quadrado, em 1970. Depois disto publicou mais vinte obras, sendo uma delas um estudo sobre Cobra Norato, do modernista Raul Bopp. Durante a década de 70, atuando como diretor de cultura da Prefeitura de Joinville (SC), promoveu um trabalho de resgate da cultura popular e de popularização das artes em geral, que ficou conhecido em todo o Brasil. Concertos, recitais eruditos e espetáculos de dança passaram a ser levados a lugares tais como praças públicas, escolas e igrejas.

Foi homenageado como “Amigo da Biblioteca” pela BU/UFSC no dia 12 de março de 2017 recebendo o certificado e a medalha de mérito na cerimônia do lançamento do livro “Entre estantes e entre tantos: histórias inusitadas na biblioteca” no qual assina o prefácio “Histórias de biblioteca”. O professor Alcides Buss coordena, em parceria com a BU/UFSC, o projeto “Círculo de Leituras”. Trata-se de encontros periódicos onde os participantes compartilham suas experiências de leituras e debatem sobre a cultura catarinense, do Brasil e do mundo.

Fotos do evento  | Vídeo


Marcelo Collaço Paulo, médico oncologista, nasceu em Florianópolis em 12 de agosto de 1956. Formou-se em medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 1980. Iniciou sua atividade profissional na Casa de Saúde São Sebastião, em Florianópolis. Realizou Residência Médica em Oncologia Clínica na Universidade Del Salvador em Buenos Aires, na Argentina. Em 1983 iniciou na UFSC como oncologista clinico. Foi coordenador do CEPON – Centro de Pesquisas Oncológicas. Atualmente é Diretor do CEOF – Centro Especializado de Oncologia de Florianópolis, no Hospital de Caridade. Autor do Livro “Câncer: o lado invisível da doença” em 2004. Fez vários estágios no MSKCC – Memorial Sloan Kettering Câncer Center, em Nova Iorque.

Foi homenageado como “Amigo da Biblioteca” pelo Sistema de Bibliotecas da UFSC em 10 de marco de 2016 recebendo o certificado e a medalha de mérito em cerimônia realizada na Biblioteca Setorial do CCS Medicina (BSCCSM), localizada no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU) pela doação de 14 computadores para a BSCCSM. Em seu discurso enfatiza que “a biblioteca é o cerne do conhecimento universitário, deveria ser mais olhada em termos de apoio e frequência. Quem está do lado do ensino está sempre bem acompanhado, e achei que a biblioteca seria um ponto importante de contribuição”. Acrescenta ainda “Foi uma honra para mim receber a premiação, não esperava, a intenção era contribuir. Depois de 30 anos dentro da Universidade, é mais do que justo retribuir tudo que a UFSC me fez, até por ser uma universidade pública”.

Fotos do evento | Vídeo