A VIDA ACADÊMICA E A SAÚDE MENTAL: VOCÊ JÁ PENSOU SOBRE ISSO?

A VIDA ACADÊMICA E A SAÚDE MENTAL: VOCÊ JÁ PENSOU SOBRE ISSO?

A vida de cada indivíduo pode ser considerada, grosso modo, como uma síntese das suas escolhas e renúncias. Fazendo uma analogia à vida acadêmica e profissional, o sujeito ao optar por uma determinada área de estudo ou de conhecimento, renuncia a todas as outras possibilidades e se lança na busca da realização do seu sonho pessoal. Toda escolha exigirá esforços, motivações e ações a serem concretizadas no mundo real. Com relação à vida acadêmica não seria diferente. Depois da pressão, correria e conquista da tal sonhada vaga no vestibular, chega o momento de iniciar uma nova etapa na vida: o curso superior. No entanto, é preciso cuidado para com a saúde física e mental.

Para o engano de muitos, a vida acadêmica é tão intensa quanto àquela fase do vestibular que era necessária uma quantidade de horas de dedicação aos estudos. No ensino superior são outras exigências: provas, seminários, grupo de estudo, relatórios, normas da ABNT, prazos e muitos formulários. Na pós-graduação essas exigências e a intensidade de leituras são ainda maiores. Por isso é importante e necessário pensar uma maneira de organizar a vida acadêmica. Lembrando que, cada pessoa, deve encontrar o seu próprio estilo. Cronogramas, disciplina, administração do tempo e divisão de tarefas são ferramentas importantes para o bom andamento do semestre. Caso queira saber mais sobre técnicas e organização de estudo, não deixe de ler nesta mesma seção o artigo intitulado “Prepare-se para estudar”.

Para manter a saúde mental nesse mundo corrido e de cobranças, é necessário pensar a saúde e o bem-estar. Torna-se importante criar uma rotina semanal para a prática de exercícios físicos, isso dará disposição e ânimo; dormir bem para lidar com as tarefas diárias, até porque uma mente cansada será um obstáculo para o aprendizado, interferindo diretamente na atenção em sala de aula e na leitura dos textos; é preciso assegurar uma alimentação saudável e nutritiva para manter a saúde do corpo e da mente, não se esquecendo da água que é fundamental; e por último, é preciso valorizar e aproveitar as horas de lazer: conversar com amigos, namorar, ouvir uma boa música, assistir um bom filme, ir ao cinema, ler um bom livro, curtir uma praia ou ficar na própria companhia, afinal, não existe ninguém mais importante do que você mesmo! Ame-se!

Entretanto, caso esteja enfrentando alguma dificuldade ou sofrimento psíquico durante a sua vida acadêmica, tais como: desânimo, angústia, ansiedade, depressão ou qualquer outra situação desconfortável, procure conversar com alguém de confiança para amenizar e aliviar os sintomas. Mas vale pontuar que o ideal mesmo é procurar ajuda especializada: quer seja um psiquiatra, um psicólogo ou um psicanalista. Para tanto, você sabia que a UFSC tem o Serviço de Atenção Psicológica (SAPSI)? O SAPSI atende alunos, docentes, técnicos-administrativos e pessoas de fora da comunidade acadêmica, tendo como objetivo acolher e prestar atendimento de urgência à demanda, acompanhando e ajudando os indivíduos na busca de sentido de existência por meio da compreensão de seus sofrimentos. Mais informação acesse a página do setor: <www.sapsi.paginas.ufsc.br>.

O percurso entre o início do curso escolhido e o momento da tão sonhada formatura, exigirá sabedoria para lidar com esse atravessamento no mundo acadêmico. Mesmo que em alguns momentos esse percurso seja árduo, lembre-se que ele culminará na realização do seu sonho pessoal. Vale também pontuar a importância de enxergar a oportunidade de crescimento pessoal, intelectual, social e cultural durante esse tempo na universidade. Portanto, é preciso fazer dessa travessia uma aventura que valerá apena remar com todos os esforços para se chegar à outra margem. Resumindo, trata-se da realização de um desejo. No final das contas, tudo valerá a pena. Acredite!

Por Ricardo de Lima Chagas

ricardo.chagas@ufsc.br

Bibliotecário BU/UFSC

Setor de Circulação e Recuperação da Informação

Abril, 2019